quarta-feira, 21 de julho de 2010

Conheça os principais golpes aplicados em idosos


A Delegacia do Idoso de Porto Alegre recebe, em média, 40 ocorrências por mês de casos de maus-tratos, abandono material, lesão corporal, clínicas irregulares e apropriação indébita da renda tendo como vítimas pessoas de mais de 65 anos. De acordo com o delegado Abílio Andreoli Pereira, diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), os idosos vem sofrendo cada vez mais na mão de estelionatários que se aproveitam da fragilidade e da ingenuidade das vítimas para desviar os rendimentos de inativos gaúchos. Ele confirma que no caso do golpe do crédito consignado, os golpistas estão cada vez mais hábeis oferecendo vantagens para as vítimas.

O Procon da Capital registra cerca de dez atendimentos diários envolvendo problemas enfrentados por aposentados e pensionistas do INSS que contratam crédito consignado, empréstimo com o desconto em folha de pagamento. A categoria é considerada vulnerável pela Polícia, já que basta a apresentação do número do benefício para que o empréstimo consignado seja concedido.

Dona Neuza Bichinho, de 70 anos, moradora do bairro Floresta, teve a carteira roubada em 2005 e os documentos utilizados para a contratação de quatro empréstimos em três financeiras diferentes. A aposentada contou à reportagem que teve dificuldades para poder limpar o nome no mercado. A idosa ainda espera pelo ressarcimento de dois dos quatro empréstimos retirados pelos criminosos em uma mesma instituição financeira.

O Procon aconselha que alguns cuidados devem ser tomados na hora de obter o empréstimo consignado, como perguntar e exigir cópia do contrato, esclarecendo todas dúvidas antes de assiná-lo, contratar apenas empréstimos de instituições do estado no qual o aposentado ou pensionista reside ou recebe o benefício. É também proibida, pelo Código de Defesa do Consumidor, a prática da venda casada, quando são oferecidos outras supostas vantagens ao aposentado.

O Delegado Abílio Andreoli Pereira destaca que é preciso sempre desconfiar quando são oferecidas vantagens financeiras. Ele revelou que, além do crédito consignado, que os idosos continuam sendo vítimas de outros golpes, como o do pecúlio, quando a vítima é induzida a depositar dinheiro para que receba o suposto benefício, e o famoso e antigo golpe do bilhete premiado, quando o golpista propõe à vítima de lhe vender o bilhete supostamente premiado por uma fração do valor. O idoso, ainda conforme o delegado, ainda é vítima da falsa venda de produtos pelo telefone. O principal atrativo é o carnê do Baú da Felicidade.

O delegado lembrou também, do golpe da “almofada milagrosa”, que ano de 2007 lesou mais de mil gaúchos. Os vendedores ofereciam uma almofada térmica que teria propriedades de cura, atuando na prevenção de doenças cardiovasculares e circulatórias, insônia e depressão. Os golpistas ainda induziriam aposentados e pensionistas do INSS a pagar pelo produto usando crédito consignado, com desconto direto em folha.

Um comentário:

Consultora em Educação disse...


Para quem tem mais de 65 anos

Ivone Boechat (autora)


1 - Tome posse da maturidade. A longevidade é uma bênção! Comemore! Ser maduro é um privilégio; é a última etapa da sua vida e se você acha que não soube viver as outras, não perca tempo, viva muito bem esta. Não fique falando toda hora: “estou velho”. Velho é coisa enguiçada. Idade não é pretexto para ninguém ficar velho. Engane a você mesmo sobre a sua idade, porque os psicólogos dizem que se vive de acordo com a idade declarada!

2 - Perdoe a você antes de perdoar os outros. Se você falhou, pediu perdão? Deus já o perdoou e não se lembra mais. Mas você fica remoendo o passado... Não se importe com o julgamento dos outros. Só há dois times no Universo: o do Salvador e o do acusador. Neste último você sabe quem é goleiro. Continue no time do Salvador.

3 - Viva com inteligência todo o seu tempo. Viva a sua vida, não a do seu marido, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos... Nem viva só pra eles, viva pra você também. Isto se chama amor próprio, aquilo que você sacrificou sempre! Nunca viva em função dos outros. Faça o seu projeto de vida!

4 - Coma muito menos; durma o suficiente; não fique o dia inteiro, dormindo, dando desculpa de velhice. Tenha disciplina. Fale com muita sabedoria. Discipline sua voz: nem metálica, nem baixinha; seja agradável!

5 - Poupe seus familiares e amigos das memórias do passado. Valorize o que foi bom. Experiências caóticas, traumas, fobias, neuroses, devem ser tratadas com o psicoterapeuta. Não transforme poltrona em divã, ouvido em descarga.

6 - Não aborreça ninguém com o relatório das suas viagens. Elas são interessantes só pra quem viaja. Ninguém aguenta ouvir os relatórios e ver fotografias horas e horas. Comente apenas o destino e a duração da viagem, se alguém perguntar. Aprenda a fazer uma síntese de tudo, a não ser que seus amigos peçam mais detalhes. Se alguém perguntar mais alguma coisa, seja breve.

7 - Escolha bons médicos. Não se automedique. Não há nada mais irritante do que um idoso metido a receitar remédio pra tudo o que o outro sente. Faça uma faxina na sua farmácia doméstica.

8 - Não arrisque cirurgias plásticas rejuvenescedoras. Elas têm prazo curto de duração. A chance de você ficar mais feio é altíssima e a de ficar mais jovem é fugaz. Faça exercícios faciais. Socorra os músculos da sua face. Tome no mínimo oito copos de água por dia e o sol da manhã é indispensável. O crime não compensa, mas o creme compensa!

9 - Use seu dinheiro com critério. Gaste em coisas importantes e evite economizar tanto com você. Tudo o que se economizar com você será para quem? No dia em que você morrer, vai ser uma feira de Caruaru na sua casa. Vão carregar tudo. Não darão valor a nada daquilo que você valorizou tanto: enfeites, penduricalhos, livros antigos, roupas usadas, bijuterias cafonas, ouro velho... prataria preta, troféus encardidos, placas de homenagens. Por que não doar as roupas, abrir um brechó ou vender todas as suas bugigangas, apurar um bom dinheiro e viajar?

10 - A maturidade não lhe dá o direito de ser mal educado. Nada de encher o prato na casa dos outros ou no self-service (com os outros pagando); falar de boca cheia, ou palitar os dentes na mesa de refeições (insuportável).

11 - Só masque chiclete sem testemunhas. Não corra o risco de acharem que você já está ruminando ou falando sozinho.

12 - Aposentadoria não significa ociosidade. Você deve arranjar alguma ocupação interessante e que lhe dê prazer. Trabalhar traz muitas vantagens para a saúde mental, além do dinheiro extra para gastar, também com você.

Leia o texto na íntegra aqui:

http://espacolivredoportal.blogspot.com.br/2012/06/para-quem-tem-mais-de-65-anos-ivone.html